Impactos no bem-estar animal e na produtividade.

A criação de suínos em ambientes fechados potencializa os índices produtivos, mas em contrapartida aumenta a ocorrência de doenças de características infecciosas por conta da aglomeração de animais.

As doenças respiratórias são as que mais se destacam, pois estão diretamente ligadas ao bem-estar animal e consequentemente afetam ganho de peso, conversão alimentar, e crescimento dos animais. Além do aumento da mortalidade e condenação das carcaças no abate.

A pleuropneumonia suína acomete suínos de todas as idades e é considerada como uma das mais importantes doenças respiratórias dos suínos por possuir alto índice de morbidade e considerável índice de mortalidade.

Contra a Pleuropneumonia Suína, além de medidas de manejo e biossegurança, a vacinação tem sido uma ferramenta bastante eficaz para ser utilizada no campo. Possuindo bacterinas e toxoides, a vacina permite proteção mais completa contra os principais sorotipos existentes no Brasil, com eficácia e segurança comprovadas e tendo ainda o diferencial de causar pouco desconforto ao animal após a vacinação.

www.laafersuinos.com.br