O Brasil hoje, é um dos grandes produtores mundiais de suínos devido aos altos investimentos em tecnologia e métodos que aprimoraram a cadeia produtiva, como a busca por melhoramento genético, o emprego de tecnologias que resultam no bem-estar dos animais e a adoção de boas práticas no manejo animal.

O alto consumo mundial de carne suína e a elevação na demanda do mercado interno comprovam sua versatilidade como fonte saudável de nutrientes. Com isso, há necessidade e motivação para as empresas manterem os seus altos padrões tecnológicos e sanitários na criação desses animais.

Quando há garantia de bem-estar animal e ciência das responsabilidades ambientais, os produtores têm rendimentos mais concretos.

Além de tudo, a parceria entre indústria e produtores na gestão do sistema agropecuário incentiva os negócios e garante a exportação do produto nacional.