Reduza o uso de antimicrobianos: “Protocolos de vacinação, adequação do fluxo de produção, melhorias em ambiência e programas de biosseguridade estão entre as práticas fundamentais para otimizar o desempenho e bem-estar dos suínos e, dessa forma, permitir o uso racional de medicamentos”. – Dr. José Paulo Sato

Faça uso da tecnologia que tem à disposição: O desenvolvimento de softwares e programas de análise de dados permitem que todas as informações de um sistema de produção sejam analisadas de forma mais fácil, rápida, criteriosa e, ainda, que pequenas variações sejam identificadas de maneira mais precisa, podendo assim tomar decisões precisas e de maneira precoce, então se você tiver oportunidade de utilizar, faça!

Determine o status sanitário: o suinocultor precisa realizar monitorias sanitárias para ter a informação de quais doenças são endêmicas na unidade de produção e quais outros patógenos podem estar afetando os animais. Identificar os problemas sanitários da granja é essencial para melhorar a produção e a sanidade dos próximos lotes, e assim, consequentemente melhorar a lucratividade.

www.laafersuinos.com.br