A Secretaria de Agricultura do estado de Santa Catarina publicou no último dia 18 a Portaria nº 2/2022 que diz a respeito sobre a alimentação animal visando intensificar ações para manter a saúde dos rebanhos animais do estado.
A portaria que já está em vigor proíbe a alimentação de bovinos, búfalos, suínos, caprinos e ovinos com restos de comida ou resíduos de origem animal.
Essa medida se dá por conta que os alimentos podem ser fonte de contaminação para doenças graves aos animais, como a peste suína africana, peste suína clássica e febre aftosa.
Os animais devem ser alimentados com ração apropriada, até mesmo os animais que não têm fins comerciais.
A PSA é uma doença viral que não oferece risco à saúde humana, mas pode dizimar criações de suínos, pois é altamente transmissível e leva a altas taxas de mortalidade e morbidade. A última ocorrência de PSA no Brasil foi registrada em 1981.